Blog

Você já conhece a técnica do fio russo?

22 de março de 2019

Ainda não? Então descubra com a gente tudo sobre o procedimento estético que conquistou homens e mulheres ao redor do mundo por deixar o rosto mais jovem e firme sem cirurgia plástica! Saiba como é o antes e depois do fio russo, se fazer fio russo dói, em quais lugares dá para fazer fio russo e muito mais abaixo:

O que é a técnica do fio russo?

Fio russo” é o nome dado à técnica que usa fios de polipropileno para amenizar sinais de envelhecimentos como rugas e flacidez sem precisar recorrer à cirurgia plástica. É um procedimento bem simples.

Como é feita a aplicação do fio russo?

O fio russo é feito assim:  através de um pequeno corte, o médico insere o fio abaixo das camadas de pele e gordura, o que permite que o profissional reposicione a pele no lugar em que ela deveria estar. Ou seja, dá para, literalmente, puxar para cima tudo o que estava “meio caído”. O fio é então preso internamente através de minúsculas garras, deixando a pele no lugar desejado e disfarçando linhas de expressão e flacidez.

Em quanto tempo verei os resultados do fio russo?

O paciente já sai da clínica vendo os resultados. Porém, convém lembrar que o antes e depois do fio russo será melhor visualizado depois de um ou dois meses. O fio russo também pode ser combinado com outras técnicas, como o Botox, a depender da necessidade do paciente e das recomendações do cirurgião.

Em quais lugares do corpo posso fazer fio russo?

Apesar de ser a região mais comum, o rosto não é o único lugar em que a técnica do fio russo pode ser aplicada. Muitas mulheres aplicam fio russo nos seios, para diminuir a flacidez e reposicionar as mamas. A técnica é ideal para quem não quer aumentar o tamanho dos seios, mas sim somente dar aquela levantada no visual.  

A aplicação também pode ser feita no bumbum! Isso mesmo: o fio russo nos glúteos está cada vez mais comum e é conhecido como “fio levanta bumbum”. Aposto que o seu projeto bumbum na nuca ganhou um novo up com essa novidade, hein?

Quais os benefícios do fio russo?

São muitos os benefícios do fio russo. Além de ser um procedimento simples, com resultados visíveis em pouco tempo e com uma recuperação fácil e rápida, a técnica do fio russo é cada vez mais recomendada pelos cirurgiões porque:

  • Fazer fio russo NÃO DÓI e o pós-operatório também é simples e indolor. Recomenda-se apenas aplicar compressa gelada no local.  
  • O fio russo não deixa a pele com hematomas nem cicatriz, tão comuns em outros procedimentos.
  • O fio utilizado na técnica do fio russo é super resistente e também é hipoalergênico, diminuindo as chances de rejeição ao material.
  • Os resultados do fio russo, ao contrário de muitos outros tratamentos estéticos, não diminuem com o tempo mas sim se acentuam! Isso acontece porque o nosso corpo, a princípio, tentará expulsar o “corpo estranho” que é o fio e, ao fazer isso, produzirá colágeno e elastina. Essa produção extra vai aumentar a sustentação do fio, além de melhorar o aspecto da pele de modo geral. Não é demais?
  • Além de tudo isso, o fio russo pode ser uma alternativa para pessoas idosas ou com doenças que impeçam a realização de outras cirurgias ou de um lifting tradicional. Ou seja, o fio russo é para todos!

Agora, só falta você procurar pela Clínica Anacleto Bassetto, em Curitiba, e agendar a sua consulta. A equipe está a postos para te atender no número (41) 3339-6009.

Leave a Reply