Otoplastia Estética

OTOPLASTIA ESTÉTICA

INFORMAÇÕES GENÉRICAS:

Cirurgia plástica das orelhas em abano.

A orelha, conquanto fique menos à mostra que outros elementos do rosto, tem também sua importância estética, o que é de fácil comprovação quando ela foge aos ditames da normalidade, em especial, a conhecida “orelha de abano”, que costuma trazer constrangimentos ao seu portador, em razão dos comentários ou dos olhares alheios. A idade ideal para a correção desse tipo de anomalia é aquela denominada “pré-escolar”, ou seja, dos 5 aos 7 anos, e isto por várias razões: primeiro, porque a orelha já está totalmente formada, atingindo quase o tamanho da de um adulto; segundo, porque evita que na escola a criança venha a sofrer problemas de ordem psicológica, em função de comentários ou zombarias por parte dos colegas. Todavia, nada impede que tal correção se faça em outras fases da vida.

 

INFORMAÇÕES ESPECÍFICAS

Tipo de anestesia:

Em crianças, anestesia geral. Em adultos, local com sedação assistida, ou local pura.

Tempo de duração da cirurgia:

Quando bilateral, em média 60 minutos. Sendo unilateral 30 minutos.

Período de internação:

Com anestesia geral, 12 horas. Com local, 3 a 6 horas.

 PRÉ-OPERATÓRIO

Exames:        

Hemograma

Coagulograma

Bioquímica: Sódio, Potássio, glicemia, creatinina, SGOT e SGPT

Eletrocardiograma + Risco Cirúrgico.

 

Fotografias:

Pré e Pós-operatória.

Objetiva  a avaliação e programação da técnica cirúrgica a ser usada, assim como a comparação do pré e pós-operatório e a  documentação científica. 

Consulta pré-anestésica :   

Deve ser feita previamente a cirurgia. Esta consulta é importante para o paciente adquirir confiança no procedimento anestésico, bem como informar ao médico possíveis doenças preexistentes e medicações tomadas.     

Orientações:

  • As medicações tomadas devem ser do conhecimento do cirurgião.
  • Suspender com 10 dias de antecedência:  AAS (aspirina, Rhonal, Buferim, anti-gripais),  antinflamatórios , anorexígenos.
  • Não suspender os remédios para doenças crônicas como diabetes, hipertensão.
  • Jejum absoluto por 6 hs antes da cirurgia.
  • Internar com pelo menos uma hora de antecedência da cirurgia.
  • Levar para o hospital todos os exames complementares.
  • Não levar jóias para o hospital.
  • Em caso de doenças agudas como: gripe, febre, infecções  (urinária,  ginecológicas, vias aéreas, intestinais ou de pele) , devem ser comunicadas ao cirurgião com a máxima antecedência.
  • Em caso de anestesia local, permite-se uma refeição leve até 2 horas antes da cirurgia. Em se tratando de geral, manter jejum por um período de 6 horas antes da cirurgia.
  • Lavar os cabelos na véspera da intervenção; caso tenha cabelos compridos e decida cortá-los, deixe isso para um período posterior à cirurgia, pois eles ajudarão a disfarçar a área operada.
PÓS-OPERATÓRIO 

Cicatrizes:

A cicatriz desse tipo de cirurgia é imperceptível, em razão de localizar-se atrás da orelha, no sulco formado por esta e o crânio. Sendo uma região de pele muito fina, a tendência da cicatriz é ficar quase inaparente.

As cicatrizes sofrem um processo de evolução, em cerca de 24 horas a cicatriz já está impermeável, em uma semana os bordos estão aderidos. Porém elas permanecerão avermelhadas e endurecidas por vários meses, e posteriormente tornar-se-ão  macias e adquirirão a cor da pele. Posteriormente a ferida deverá  ser massageada  com creme (conforme a indicação).

Dor no pós-operatório:

Geralmente não há a ocorrência de dor; em havendo, debela-se com uso de analgésicos comuns.

Curativos:

O curativo será feito no ato operatório, e será trocado com 24 horas. Ao 2º dia p.o. o curativo será substituído por uma faixa elástica, a qual deverá ser usada durante todo o dia e noite por 15 dias, e, durante a noite por mais 15 dias.

Retirada dos pontos:            

Os pontos serão retirados, geralmente, por volta do 10º  dia de pós-operatório. 

Resultado definitivo:

É variável, de pessoa para pessoa, no entanto, após 12 semanas, já se pode fazer uma avaliação definitiva. Lembrar sempre que um lado do corpo nunca é igual ao outro, assim, uma pequena assimetria é possível de ser observada mesmo após a cirurgia, o que também ocorre com as pessoas que têm orelhas normais, já que não existe simetria absoluta na natureza.

O resultado final ocorre após 06 meses.

A sensibilidade da  orelha permanece alterada por alguns meses, retornando ao normal gradualmente.

 Orientações:

  • Não molhar o curativo por 02  dias
  • Não  fazer esforços físicos por  15 dias.
  • Evitar sol por um período de 20 dias, e após esse período só com o uso de filtro solar com FPS > 20.
  • Ginástica, musculação ou natação somente deve ser realizada após 30 dias da operação.
  • Dieta livre.
  • Comparecer ao consultório para controle pós-operatório, nos dias e horário indicado.
  • Poderá retomar as atividades escolares ou profissionais 7 dias após a cirurgia.
  • Obedecer à prescrição médica.

Lembrete importante: Toda cirurgia envolve riscos e toda intervenção com finalidades tanto estéticas quanto reparadoras pode necessitar retoques.

 

Consultar essas instruções tantas vezes se fizerem necessárias para esclarecer e eliminar perfeitamente todas as dúvidas. Restando algum questionamento contatar o cirurgião.

 

 

 

icon-foneFone/Fax: (41) 3339-6009
icon-fonewhatsapp  (41) 99659-0909
icon-localeRua Martim Afonso, 1363  |  Champagnat  |  Curitiba - PR  |   Brasil  |  CEP: 80730-030