Gluteoplastia

Gluteoplastia de aumento

Consiste em 2 métodos. A Lipoenxertia e o Implante de uma Prótese de silicone.

Lipoenxertia

Consiste na obtenção de gordura através de uma lipoaspiração e a injeção deste volume na região glútea.

Podemos injetar volumes de 300 a 450 ml em cada glúteo, porém 50% desta gordura será

reabsorvida já nas primeiras semanas,  Os outros 50 %  podem ou não ser  reabsorvidos com a evolução, caso não sejam reabsorvidos são definitivos.

Esta é uma boa opção quando já iremos fazer uma lipoaspiração, quando existem aquelas depressões laterais acima do culote, para aumentos gerais da região glútea e o preenchimento de pequenas depressões(o que as pacientes chamam de celulite).

Outra vantagem é não haver a utilização de qualquer material estranho ao organismo.

A desvantagem é que não conseguimos aumentos muito grandes. 

Prótese de silicone:

O Implante de prótese de silicone leva a uma maior projeção posterior da região glútea, além da única opção disponível para pessoas que não tem gordura para ser lipoaspirada.

Tem o  inconveniente de não permitir injeções intramusculares nesta região. 

Outro inconveniente é a utilização de uma prótese e a sempre presente possibilidade de uma necessidade de troca em algum momento da vida.

Cicatrizes: No caso da lipoinjeção existem pequenos furinhos que praticamente não deixam marcas. Já implante de silicone há uma cicatriz de aproximadamente 5 a 7cm no sulco interglúteo, que geralmente fica de muito boa qualidade.

A evolução das cicatrizes é a que descrevemos a seguir.

- 0 a 30 dias: as cicatrizes se apresentam com bom aspecto, como um fino corte, de coloração parecida com a pele ao redor. Podem surgir pequenas reações a pontos que melhorarão com o tempo.

- 30 dias a 4 – 6 meses: é a fase onde a cicatriz se apresenta com pior aspecto, geralmente trazendo ansiedade a quem estiver menos avisado. A cicatriz fica rósea e mais aparente e este aspecto só melhora com o tempo. Nesta fase as massagens na cicatriz são um ótimo auxílio e estarão sempre indicadas. Isto não deve ser confundido com cicatriz hipertrófica e quelóide , que são alterações da cicatrização dependentes de características pessoais do paciente, com influência genética, independentemente da técnica cirúrgica. Mesmo nestes casos, o cirurgião estará apto a orientar e tratar a cicatriz através de diferentes técnicas, obtendo bom resultado.

- 4- 6 meses até 12 – 18 meses: é nesta fase que se dá o amadurecimento final e a cicatriz começa a “afinar” e mudar a coloração (clareando e se tornando mais parecida com a pele adjacente). Geralmente após este tempo a cicatriz assume o seu aspecto definitivo, bem como o resultado final da cirurgia pode ser avaliado. No entanto a cicatrização é um processo muito dinâmico e se continua indefinidamente, melhorando através de remodelação com o passar dos anos.

Tempo de Cirurgia: a cirurgia dura em média3 a 4 horas, dependendo de cada caso e das áreas e estruturas totais a serem tratadas. O tempo de cirurgia, no entanto, não deve ser confundido com o tempo que o paciente permanece no Centro Cirúrgico, que inclui uma fase de preparação (marcação para a cirurgia), anestesia, recuperação pós-anestésica, até a alta.

 

Anestesia: geralmente a cirurgia é feita sob anestesia peridural (nas costas) e sedação conferida pelo anestesiologista e mais raramente com anestesia geral com medicamentos de eliminação rápida que permitem alta no mesmo dia da cirurgia, após a recuperação pós-anestésica.

Curativo: o paciente sai da sala de cirurgia e recebe alta com um pequeno curativo de Micropore sobre os pontos e uma cinta modeladora,  cobrindo todas as áreas trabalhadas. Esta cinta elástica deve permanecer continuamente durante o período de pelo menos um mês e durante meio período por mais um mês.

Dor: quando existe, geralmente é discreta e cede com analgésicos comuns, sendo mais frequente nos primeiros dias. É um importante parâmetro para indicar a necessidade de repouso relativo no início. 

Edema: Em geral há um inchaço significativo. É muito comum também uma assimetria passageira, que irá ceder com o passar dos dias. 

Banho: pode ser liberado 24 a 48 horas depois da cirurgia. A paciente retira a cinta elástica, toma banho, lava a região operada com sabonete antisséptico e passa pomada com anti-biótico,  então recoloca a cinta.

Retirada de Pontos: A retirada de pontos é feita geralmente em torno de 10 a 15 dias de pós-operatório quando necessário.

Repouso: é sempre relativo. No primeiro e segundo dia é prudente evitar muita movimentação. Não fazem mais sentido hoje em dia repousos absolutos e longas listas proibitivas e o seu grau de desconforto é um ótimo parâmetro para liberação de movimentos. De um modo geral, após uma semana a dez dias você já poderá realizar caminhadas, e praticar exercícios leves e após 30 a 60 dias poderá praticar natação, hidroginástica e musculação e outros.

Sol: evite tomar sol no local das cicatrizes por um período de 3 meses – ou aplique filtro solar (FPS 30) sobre elas. Enquanto houver equimoses (manchas roxas) o sol também não é aconselhável, pois elas poderão pigmentar (escurecer) de forma até permanente.

Resultado final: dependendo do grau de edema (inchaço) que ocorrer com você, logo no pós – operatório imediato já se pode ter uma idéia do resultado que será obtido. Porém, lembres-se sempre que, de uma certa forma, o seu corpo foi agredido e vai levar algum tempo para que ele possa se recuperar completamente. Assim, o resultado final de qualquer cirurgia nunca pode ser avaliado antes da completa cicatrização, ou seja, 6 meses a 1 ano. Nesta fase é importante ter paciência e evitar a ansiedade de se querer um resultado imediato. Evite se perturbar por comentários de “amigas (os)” ou parentes que não foram esclarecidos como você sobre a cirurgia. Irregularidades, inchaço, “bolinhas” ou outras alterações podem ocorrer e serão passageiras, bastando dar tempo a o tempo. Pequenas áreas de insensibilidade, coceira e ardor também são muito comuns no início e se surgirem dúvidas, converse com o seu cirurgião, que será a única pessoa capaz de orientá-la corretamente.

Embora isso varie de pessoa para pessoa, você poderá notar edema importante (inchaço) e equimoses (manchas roxas) pelo corpo. Não se preocupe, pois isto irá desaparecer com o passar do tempo.

Tratamento complementar: no pós-operatório, a partir da primeira semana, você também será assistido (a) por uma fisioterapeuta com especialização em estética que auxiliará na diminuição do edema (inchaço), garantindo maior conforto na sua recuperação por meio de drenagens linfáticas manuais e, se necessário, utilização de ultrassom. 

Gestação: os procedimentos não impedem a gestação e a lactação e de uma forma geral, com dieta balanceada, atividade física e cuidados específicos, o resultado final não é alterado, o que vai depender muito do controle de peso que você mantiver e do seu tipo físico. Se a paciente desejar, poderá submeter-se a nova cirurgia em qualquer tempo após o período de puerpério (6 meses após o parto)

Recidiva: como qualquer cirurgia, não existe “prazo de validade” para a lipoenxertia e o seu corpo continua se modificando. A gordura que selecionamos para ser injetada geralmente cumpre a característica de pegar em 70%. Assim, se você engordar surgirão novos depósitos de gordura, assim como a área enxertada pode até aumentar. Porém, de um modo geral, os resultados são bastante duradouros e gratificantes, sendo realmente possível conferir uma nova modelagem corporal com grande benefício estético, o que coloca esta cirurgia entre as mais solicitadas.A prótese geralmente vai ficando com aspecto mais natural com o passar do tempo, porém pode haver uma queda natural, que acontece a todos os tecidos com o passar da idade.

É importante que a (o) paciente esteja bem esclarecida (o) acerca do procedimento e o que ele pode oferecer, evitando falsas expectativas sobre o resultado. O médico especialista é a pessoa mais indicada para esclarecer todas as dúvidas de cada paciente, com informações específicas para cada caso, inclusive por escrito, durante o pré-operatório.

icon-foneFone/Fax: (41) 3339-6009
icon-fonewhatsapp  (41) 99659-0909
icon-localeRua Martim Afonso, 1363  |  Champagnat  |  Curitiba - PR  |   Brasil  |  CEP: 80730-030