Mitos e Verdades sobre a gluteoplastia

A gluteoplastia é uma das cirurgias plásticas mais procuradas atualmente. Fique por dentro dos mitos e verdades sobre esse procedimento

10 de outubro 2018

A gluteoplastia é uma das cirurgias plásticas mais procuradas no Brasil, perde apenas para rinoplastia e mamoplastia. Esse procedimento nada mais é que o aumento do bumbum com a colocação de silicone.

O Brasil está entre os países líderes neste procedimento estéticos, só em 2014 foram realizadas cerca de 50.789 glueteoplastias, mais que o dobro que os Estados Unidos.

Como funciona a gluteoplastia?

O procedimento se dá pela inserção de uma prótese de silicone no meio do músculo através de um corte pequeno o suficiente para a inserção da prótese. Esse corte é feito na parte central das nádegas de forma que a cicatriz cirúrgica ficará escondida e bem discreta.

Mitos e verdades sobre a gluteoplastia:

Não poderei tomar injeção no bumbum: VERDADE

A seringa pode perfurar a prótese de silicone, podendo acarretar sérios problemas de saúde.

2. Após a cirurgia não poderei sentar por 1 mês: MITO

A prótese de silicone é colocada acima da região mediana do bumbum e não na região de apoio, que suporta o peso quando sentamos.

3. Depois do implante é possível fazer exercícios para os glúteos normalmente: VERDADE

É preciso aguardar o tempo necessário de recuperação da cirurgia, que é em torno de 60 dias. Depois desse período, o paciente poderá praticar exercícios normalmente, principalmente aqueles específicos para o bumbum.

4. Os implantes de glúteos são iguais aos implantes de mama: MITO

A região glútea é mais firme que a região mamária, portanto os implantes são compostos por gel mais duro. Além disso, devem suportar uma carga e compressões da musculatura, por isso são mais resistentes.

5. A cicatriz da gluteoplastia é discreta: VERDADE

A cicatriz fica no sulco interglúteo, no meio das duas nádegas, bem pequena. Portanto é coberto tanto pela calcinha como pelos biquínis de todos os tamanhos.

As próteses são constituídas de elastômero de silicone, similar a um tipo de borracha, e preenchidas com gel de silicone de alta coesividade, o que permite um desenho bem natural. Além disso, estão disponíveis em mais de um formato, a fim de que o médico possa optar por aquele mais adequado a cada pessoa.

Para definir o tamanho e o formato dos implantes, o cirurgião plástico avalia o biotipo do paciente, considerando a estrutura do corpo, altura e outros detalhes anatômicos. A partir daí ele define se usará implantes redondos ou ovais e o volume, sempre buscando a harmonia do conjunto.

Resultados da gluteoplastia

Os resultados da gluteoplastia podem ser vistos imediatamente, no entanto os resultados finais só aparecem depois da redução do edema, o que demora cerca de um mês. É imprescindível que o paciente siga à risca as orientações do pós-operatório, evitando esforço físico por pelo menos 20 dias.

Recomenda-se que o paciente caminhe a passos curtos e sente-se, quando necessário, sobre superfícies mais rígidas, com a coluna ereta, evitando assim tensões sobre a cicatriz. Durante aproximadamente dez dias, o mais indicado é que o paciente durma de barriga para baixo.

icon-foneFone/Fax: (41) 3339-6009
icon-fonewhatsapp  (41) 99659-0909
icon-localeRua Martim Afonso, 1363  |  Champagnat  |  Curitiba - PR  |   Brasil  |  CEP: 80730-030