Mamoplastia e Mastopexia: cirurgias conjugadas

Conheça as diferenças das duas cirurgias e como funciona a combinação entre elas.

É cada vez mais comum a busca em melhorar a aparência do corpo e também a auto estima. Pensando nisso, muitas mulheres (e homens, claro) têm procurado cirurgias de correção e de aumento dos seios, chamadas de mastopexia e mamoplastia respectivamente.

Mas muitas pessoas não entendem a diferença entre os dois procedimentos. Então vamos lá: A mamoplastia consiste no aumento ou redução das mamas. No caso de aumento das mamas, o implante de silicone é indicado e a paciente escolhe o tamanho conforme a sua necessidade, com o auxílio de um cirurgião especialista.

Já a mastopexia é a cirurgia de correção das mamas, também conhecida como lifting de mama. Consiste em solucionar o problema de flacidez dos seios, reposicionando e garantindo a retirada do excesso de pele. O procedimento envolve reposicionar a aréola e o tecido mamário, mas sem alterar o volume da mama.

Cirurgias conjugadas

Existe a possibilidade de combinar as duas cirurgias, tornando o procedimento ainda mais eficaz e somando os benefícios de cada uma, chamado de mastopexia com prótese. Porém, tudo depende de cada caso e também do grau de flacidez do tecido. O cirurgião pode optar por fazer a cirurgia em duas etapas, para que o corpo da paciente tenha tempo hábil de recuperação e os resultados sejam ainda mais satisfatórios.

Preparação para a cirurgia

Apesar da diferença entre mamoplastia e mastopexia, ambos os procedimentos têm pré e pós-operatório parecidos.

Durante a preparação, a paciente deve realizar todos os exames exigidos pelo médico, como exames de sangue e de imagem. Além disso, o cirurgião pode pedir a suspensão de alguns medicamentos e também, se for o caso, pedir que a pessoa pare de fumar.

É preciso avaliar o histórico familiar, principalmente em casos de câncer de mama na família.

Pós-operatório e recuperação

É preciso ter um certo cuidado em relação ao pós-operatório. Na primeira semana, a paciente não pode levantar os braços excessivamente, principalmente acima dos ombros.

Deitar de bruços e ficar sem exercícios físicos que demandam esforço, deverão ser evitados nos dois primeiros meses após a cirurgia.

O sutiã modelador precisa ser usado por pelo menos um mês e a área da cirurgia deve estar sempre limpa e higienizada para evitar fungos e possíveis inflamações, porém sem mexer nas fitas de micropore, que serão retiradas com o auxílio clínico.

Manter a cabeceira da cama elevada e fazer drenagem linfática, pode acelerar a recuperação, desde que sejam indicadas pelo médico.

Cicatrizes da cirurgia conjugada

Geralmente as cicatrizes das cirurgias de mamoplastia e mastopexia são em formato de T invertido, L ou l na parte inferior dos seios. Em todos os casos a cicatriz é visível, porém fica cada vez mais discreta com o passar do tempo, adquirindo o tom da pele e trazendo conforto ao paciente.

Resultados da mastopexia com prótese

Os resultados começam a ser notados com uma semana de cirurgia, que é quando são retirados os pontos. Porém, em 90% dos casos, o resultado final só é obtido após seis meses, ou até um ano, de pós-operatório, pois o corpo já estará livre dos edemas e inchaços.

icon-foneFone/Fax: (41) 3339-6009
icon-fonewhatsapp  (41) 99659-0909
icon-localeRua Martim Afonso, 1363  |  Champagnat  |  Curitiba - PR  |   Brasil  |  CEP: 80730-030