Dezembro Laranja – se exponha mas não se queime

Cuidar da pele é fundamental para manter a saúde e beleza do corpo

A Sociedade Brasileira de Dermatologia lança neste mês mais uma campanha nacional: o Dezembro Laranja, movimento de prevenção do câncer de pele.

O mês de dezembro foi escolhido pelo fato de ser o berço do verão, estação do ano em que as pessoas se expõem mais ao sol – principal fator de risco para o câncer de pele.

Tipo mais frequente de câncer, o câncer de pele representa cerca de 25% de todos os casos de tumores malignos. Entre os tipos de câncer de pele, estão: Carcinoma basocelular ( mais frequente), carcinoma espinocelular e o melanoma, que tem alta possibilidade de metástase; mais comuns em pessoas com 40 anos ou mais que tem pele clara e são sensíveis à exposição solar (ou que já tenham sido acometidas por doenças de pele prévias).

Os grupos de maior risco para adquirir a doença são o do fototipo I e II, ou seja: pele clara, sardas, cabelos claros ou ruivos e olhos claros. Além disso, pessoas que possuem antecedentes familiares com o histórico da doença, queimaduras solares prévias, incapacidade para bronzear e pintas também devem ter atenção e cuidados redobrados.

Quais são as melhores dicas do Dezembro Laranja para evitar o câncer de pele no verão?

*Use chapéus, camisetas e protetores solares nos passeios à praia.

*Evite exposição solar e tente permanecer na sombra entre 10 e 16h (horário de verão).

*Quando estiver na praia ou na piscina, use barracas feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta. As barracas de nylon formam uma barreira pouco confiável: 95% dos raios UV ultrapassam o material.

*Use filtros solares diariamente, e não somente em horários de lazer ou diversão. Utilize um produto que proteja contra radiação UVA e UVB e tenha um fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo. Reaplique o produto a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre. Ao utilizar o produto no dia-a-dia, aplique uma boa quantidade pela manhã e lembre de reaplicar antes de sair para o almoço.

*Observe regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas.

*Mantenha bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos seis meses.

Sol e cirurgia plástica

Após uma cirurgia plástica a paciente não deve tomar sol na cicatriz em nenhuma circunstância por pelo menos 30 dias. Isto porque, no geral, esta exposição retarda o processo de formação desta cicatriz. Outro ponto negativo é o fato dela poder assumir uma coloração mais escura, desencadeando até no aparecimento de manchas roxas (equimoses) com efeitos irreversíveis.

Além dessa pigmentação alterada na pele, há a perda de água na região da lesão. Naturalmente, um local em processo de cicatrização já tende a evaporar água com mais facilidade e isso vai deixar a pele mais ressecada, desidratada e com aspecto envelhecido.

Neste Dezembro Laranja, compartilhe os cuidados de prevenção do câncer de pele com os amigos e aproveitem um verão sem preocupações!

Se você deseja uma consulta para fazer um check-up “facial” antes das férias, a clínica Anacleto Bassetto está à sua disposição. Entre em contato com a equipe de profissionais qualificados e eficientes através do telefone (41) 3339-6009 e agende sua consulta!

icon-foneFone/Fax: (41) 3339-6009
icon-fonewhatsapp  (41) 99659-0909
icon-localeRua Martim Afonso, 1363  |  Champagnat  |  Curitiba - PR  |   Brasil  |  CEP: 80730-030