Gluteoplastia: para quem quer dar um “up” no bumbum

Confira tudo o que você precisa saber antes de fazer uma gluteoplastia

Um bumbum durinho e empinado é o sonho de muitas mulheres, que, para isso, malham pesado nas academias. Será a única solução?

Para alguns biotipos essa tarefa é mais difícil e nem sempre os exercícios respondem como a pessoa deseja.

Para estes casos, a gluteoplastia é uma ótima solução, com resultados naturais. Essa técnica promove o aumento e melhora de contorno do bumbum, como a lipoescultura (enxerto de gordura) ou a utilização da prótese de silicone.

Como é feito o implante?

A anestesia utilizada geralmente é a peridural.

Para o enxerto de gordura utiliza-se uma pequena incisão de três milímetros na prega interglutea. E a gordura é depositada no subcutâneo e intramuscular. O pós-operatório não requer restrições aos movimentos e posição.

O implante de silicone é feito através de uma única incisão de 6 a 8 centímetros entre os glúteos. O implante é localizado dentro do músculo glúteo maior. No pós-operatório o paciente deve permanecer 30 dias sem sentar ou fazer atividades físicas e deve dormir de barriga para baixo ou de lado.

Para o enxerto de gordura o período de internação é de 12 a 24 horas. Já para o implante de silicone, o período de internação é de 24 horas.

É recomendado o uso de cinto modeladora por no mínimo 30 dias.

E como é definido o formato do implante?

Anatomicamente, temos quatro formatos básicos de glúteos:

• Quadrado: volume de cintura e quadril semelhantes.

• Forma de V: grande volume de cintura, com progressiva diminuição das medidas até às coxas. Considerado como o bumbum de formato menos atraente.

• Redondo: volume do quadril maior que o da cintura. Considerado atraente e harmonioso.

• Forma de Coração Invertido: cintura fina e quadril largo. Considerado pela maioria dos pacientes e cirurgiões plásticos como o bumbum mais bonito.

As próteses são constituídas de elastômero de silicone, similar a um tipo de borracha, e preenchidas com gel de silicone de alta coesividade, o que permite um desenho bem natural. Além disso, estão disponíveis em mais de um formato, a fim de que o médico possa optar por aquele mais adequado a cada pessoa.

Para definir o tamanho e o formato dos implantes, o cirurgião plástico avalia o biotipo do paciente, considerando a estrutura do corpo, altura e outros detalhes anatômicos. A partir daí ele define se usará implantes redondos ou ovais e o volume, sempre buscando a harmonia do conjunto.

Vale lembrar

Cada procedimento possui orientações pré e pós-operatórias específicas. Na consulta com o seu cirurgião plástico, que deve ser completa e detalhada, é realizada a avaliação física do paciente, além da análise de seu histórico pessoal e familiar.

Quer saber mais detalhes sobre a gluteoplastia? Clique aqui e, se ainda tiver dúvidas, é só entrar em contato pelo telefone: (41) 3339-6009.

icon-foneFone/Fax: (41) 3339-6009
icon-fonewhatsapp  (41) 99659-0909
icon-localeRua Martim Afonso, 1363  |  Champagnat  |  Curitiba - PR  |   Brasil  |  CEP: 80730-030